Como é que o nosso organismo elimina a gordura depois de um tratamento de cavitação?

Existem ainda algumas dúvidas relativamente ao processo de eliminação da gordura após o tratamento de cavitação: “o que acontece com a gordura que é libertada? Para onde vai? O que fazer para a remover do corpo?
A nossa equipa médica explica tudo de uma forma simples, mas rigorosa do ponto de vista médico.

As células adiposas (ou adipócitos) são células que formam o tecido adiposo, ou seja, a godura do nosso corpo. Têm uma forma arredondada e contêm um reservatório de gordura – vacúolo lipídico – rico em triglicéridos, que representa 95% do peso celular. O citoplasma é deslocado para um dos lados da célula. Os outros conteúdos da célula são formados principalmente por água, com pequenas quantidades de proteína e ácido do núcleo.

Os triglicéridos que são libertados após a cavitação, são depois absorvidos lentamente através de uma combinação de processos metabólicos e passam para a circulação sistémica, tornando-se parte do líquido circundante. Os destinos de cada triglicérido serão variados. Alguns serão reciclados, tornando-se parte do conteúdo lipoproteíco do organismo, mas outros, que o corpo não precisa, vão ser eliminados através de diferentes processos.

Quando uma molécula de triglicéridos é metabolizada, é decomposta por enzimas endógenas, tais como lipase, uma molécula de glicerol e três moléculas de ácidos gordos livres.

O glicerol, que é solúvel em água, é absorvido pelo sistema circulatório e torna-se parte de diversos processos metabólicos no corpo. Os ácidos gordos são transportados por proteínas de transporte, geralmente albumina, e transferido para o fígado, onde são tratados como qualquer outro ácido gordo, incluindo os ácidos gordos ingeridos na alimentação.

Portanto, em resumo, podemos dizer que depois do rompimento do tecido adiposo pelo processo de cavitação, a gordura libertada é removida por processos endógenos.

Quando os triglicéridos são decompostos em ácidos gordos e glicerol, são metabolizados por diferentes processos e muitos deles são eliminados através da urina.

Em qualquer caso, podemos concluir que a quantidade de triglicéridos libertada após um procedimento com cavitação é muito pequena comparada com a capacidade relativa do organismo em controlar a gordura nele existente. Ou seja, os resultados dos estudos clínicos mostram que não há alterações significativas na composição lipídica, ou seja, os triglicéridos libertados não se acumulam no sangue ou no fígado como muito se fala e pensa.

Não deixe de marcar já hoje o seu estudo antropométrico, totalmente gratuito, onde uma Equipa Técnica especializada, com o auxílio da nossa Equipa Médica, lhe vai prescrever o plano de tratamento mais adequado a si.

Para mais informações contacte: 265 092 289 ou 913 569 160

Assuntos relacionados: Cavitação – a lipoaspiração não invasiva; Cavitação – mais esclarecimentos;

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s